Como se preparar para os concursos de Tribunais

O professor Rafael Ravazolo explica tudo o que você precisa saber sobre os concursos públicos da área de  Tribunais.

 

Baixe o Kit do Concurseiro  

Você está acompanhando o Projeto Aprovação 2019?
O terceiro vídeo entra no ar amanhã, 8 de fevereiro.
Já decidiu qual carreira pública quer seguir para mudar a sua vida em 2019?

No artigo de hoje, vamos te dar algumas dicas sobre o maravilhoso caminho dos concursos de Tribunais.

 

Nosso Poder Judiciário é composto pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e por mais de 90 tribunais espalhados por todo o país:

– Supremo Tribunal Federal
– Superior Tribunal de Justiça
– Tribunal Superior do Trabalho
– Tribunal Superior Eleitoral
– Superior Tribunal Militar
– 5 Tribunais Regionais Federais
– 24 Tribunais Regionais do Trabalho
– 27 Tribunais Regionais Eleitorais
– 3 Tribunais Militares
– 27 Tribunais Estaduais

Há mais de 270 mil servidores ativos no Poder Judiciário, ou seja, centenas de vagas em concursos todos os anos devido a aposentadorias, exonerações etc.
Além dos concorridos cargos de juízes, os principais cargos são:
– Nível Superior: Analista Judiciário​ – Área Judiciária​, Área Administrativa​ e Especializados​
– Nível Médio: Técnico Judiciário​ – Área Administrativa​ e Especializados​
Dica: se você tem ensino superior completo, reflita se vale a pena investir de primeira em uma carreira de nível superior ou se você deve iniciar estudando para os cargos de nível médio.

Qual é a remuneração?

Os tribunais federais, eleitorais, do trabalho e militares têm o mesmo plano de carreira: a remuneração vai aumentando ano a ano, ao longo de 13 anos. Para subir, basta ser aprovado nas avaliações anuais.
Técnicos começam ganhando R$ 7.591,37 e, ao fim da carreira, estarão recebendo R$ 11.398,39.
Analistas iniciam em R$ 12.455,30 e terminam em 18.701,32.

Além da remuneração, há:
– Vale refeição – aproximadamente R$900,00;
– Adicionais de qualificação – para quem tem graduação, especialização, mestrado ou doutorado;
– FCs e CJs – são as funções de chefia e assessoramento. Por exemplo, uma FC-1 (a mais básica) te dá R$ 1.019,17 a mais por mês, uma FC-6 dá R$3.072,36, um CJ-1 representa um extra de R$ 5.990,88.

Como se preparar para os concursos de Tribunais?
Se você gostou das informações até agora, não pode perder o vídeo que o professor Rafael Ravazolo gravou.
Ele é servidor do Tribunal Regional Eleitoral do RS e deu algumas dicas para quem sonha com um cargo público no Poder Judiciário.

Se você ainda está indeciso sobre qual carreira seguir, não se preocupe!
Ainda vamos falar aqui no Blog sobre as carreiras das áreas Fiscal e Bancária. Acompanhe!

Amanhã, 8 de fevereiro, o terceiro vídeo do Projeto Aprovação 2019 estará no ar.
Assista e descubra tudo o que você precisa saber para mudar de vida agora mesmo!

Em 2019 você construirá a sua carreira de sucesso!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *